Ônibus

Aew, galere. Aqui quem “fala” é o escritor mais bonito simpático do B.U.N.D.A., o Cleyton \o/. Por problemas técnicos, o veaga não vai postar hoje e o TriBUNDA dessa semana fica por conta dele.

O post dele se trata em falar mal de alguma coisa, e isso é comigo mesmo rere. E, se tem uma coisa que me irrita, é dividir lugar com alguém no ônibus. Seria perfeito se todos os lugares fossem únicos. Nos circulares eu só sento em assento único e, se não vagar, fico a viagem inteira de pé.

Mas o inevitável é o tal do ônibus de viagem, e nisso eu sempre dou azar. Só uma vez eu sentei do lado de uma mulher cheirosa, e outra do lado de uma gordinha simpática. Mas o resto das vezes foram fail D:

Já sentei do lado de gente que roncava, falava dormindo, que queria conversar e até de um cara espaçoso, mas eu vou contar da vez mais engraçada:

Tinha um velho, desses tiuzão véi mesmo, né. Daí ele já começou a puxar assunto antes do ônibus sair, falou da lavoura, de quando ele era criança, me perguntava se aquela era tal BR e até de como a juventude de hoje em dia está perdida, até flertou com uma senhora o malandrão. Aí o onibus quebrou -fuuuuuuu. E ele sabia onde era o problema porque tinha um trator desde os 15 anos e que ainda funcionava. A viagem foi longa rerere

E aí você se pergunta: “Ele disse que era engraçado. Cadê a graça?”. Pois é :B

Até o TriBUNDA da semãããna que vem, nesse to de férias \o/

Beigos.

5 respostas para Ônibus

  1. lucasradaelli disse:

    Você acha que isso é ruim? – bom, vamos lá. Em 4 viagens de ônibus que fiz sozinho, duas delas um cara gordo sentou ao meu lado, e que comia chipes durante a noite. Um dos caras também começou a comer umas gominhas que tinham um cheiro muito bom, e que eu logicamente queria um pouco, uma pena. A única vez que eu tive sorte uma loira (bem gata, pelo que meu amigo me disse quando foi me buscar na rodoviária), foi minha experiência agradável nesse ambiente, o único incoveniente foi eu não saber que ela era bem gata, problemas de ser cego, né? =/ – e a última delas, a pior de todas. A mulher no meio da noite do nada cai com a cabeça e começa a dormir no meu ombro, e eu não sabia o que fazer. Fingi que dormia, e com um movimento brusco me virei para o outro lado afastando a mulher. Talvez ela estivesse acordada mesmo e queria dar em cima do gatão aqui…. not! – estatisticamente, 75% das minhas viagens foram desagradáveis então, espero poder mudar isso um dia.

  2. lucasradaelli disse:

    Nem vou comemorar o achievement que logo vem um cara mais fudido que eu aí e toma ele e sai correndo dando risada. Esse é o mundo, só fico imaginando se a gente for percorrendo esse loopp se ele tem um fim, ou sempre acharemos um cara mais fudido que todos, hahahaa.

  3. Loke disse:

    Uma vez eu fui na janela, mas não era lá meu lugar, e uma mulher sentou do meu lado. Obviamente o lugar dela era o da janela, que eu tava ocupando. Perguntei se ela queria trocar de lugar comigo, porque afinal eu tava na poltrona de direito dela. A resposta dela foi “Não precisa”.
    Logo em seguida ela se levantou e foi sentar em outro canto.
    Master fail.

  4. Jonathan Linguini disse:

    isso me lembrou que quando senta uma mulher do meu lado eu nunca tenho a cara de pau de olhar pro lado pra ver se a mulher é tetéia, aí fica aquele dilema, se ela dá uma encosdadinha em mim e eu não sie se vale a pena aproveitar e etc.. ahahahah

    às vezes eu tenho cara de pau e finjo que vou ver algo fora da janela pra ter desculpa de olhar pro rosto da moçoila.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: